O Arquiteto do Esquecimento

R$34,90

Descrição

FINALISTA DO PRÊMIO CODEX DE OURO DE 2011

QUE PARTE DA SUA VIDA VOCÊ GOSTARIA DE APAGAR?

Conheça a impressionante história de Doran Visich.
Ele sobreviveu milagrosamente aos campos de concentração nazistas e transformou-se no gênio por trás da maior criação da indústria farmacêutica mundial: uma droga capaz de apagar a memória humana.
Mesmo depois de vencer inúmeras barreiras, ganhar milhões e conquistar posição de destaque no mundo da ciência, ainda existe uma culpa que o prende ao passado e o impede de ser feliz. Até o dia em que ele finalmente conhece a verdade que buscou por mais de cem anos!
O Arquiteto do Esquecimento revela uma trama visceral e emocionante.
Você será arrebatado numa história de ódio e perdão; de perseverança e resgate; de esperança e salvação.

Informação adicional

Dimensões 23 × 16 cm
Resenha

O ARQUITETO DO ESQUECIMENTO

Passado, presente e futuro vistos em grande estilo.
Sinceridade? Este livro é um SACO!
Nota 10 (se tivesse 11, eu dava) e eu digo que o livro é um saco? Não parece fazer muito sentido.
É um saco quando se leva mais de 400 páginas pra saber, ou pra achar que sabe, não, pior ainda, pra achar que TALVEZ SAIBA o que irá acontecer na sequência da trama. E no final descobrimos o óbvio, que nossas tantas deduções estavam novamente erradas.
Sério, isso é um saco!
Sinceridade? De novo, AMEI! Assim, de paixão!
Ô livro danado de bom, seu!
Eu poderia escrever que O Arquiteto do Esquecimento revela o inquietante relato da vida de seu principal personagem, Doran Visich, e colocar uma porção de spoilers sobre sua infância na Polônia, a adolescência nos campos de concentração nazistas, sua vida como jovem cientista perseguido pela contraespionagem durante a Guerra Fria, e citar outras tantas situações que aconteceram durante a leitura deste romance excepcional. Seria bem simples.
Em lugar disso, prefiro dizer que O Arquiteto do Esquecimento é um saco! É uma viagem por mares revoltos, um passeio de montanha russa, um porre seguido de uma ressaca, algo que nos diverte e encanta, mas também nos deixa tontos e nos faz passar mal. Deixa-nos felizes e nos enche de dor de cabeça, tantas são as reviravoltas que a história apresenta no seu decorrer. Surpresas e mais surpresas… Chega a ser irritante, intoxicante. E quando se acha que finalmente se sabe o que vai acontecer em seguida… Ledo engano, errado de novo!
Marcos Bulzara usa de sua criatividade para nos ludibriar novamente com um texto correto e cortes desconcertantes, inesperados.
Um livro sensacional. Uma história criativa, trágica, verossímil.
Mesmo sendo um saco, e deixando a gente enjoado no meio de tanta reviravolta, O Arquiteto do Esquecimento é espetacular e merece nota máxima!

Fabian Balbinot – Escritor, tradutor/revisor e game designer (criador de Battle Scenes)

Avaliações

Não há avaliações ainda.

Seja o primeiro a avaliar “O Arquiteto do Esquecimento”

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *