Eu nem sei o que dizer. Terminei o livro e foi impossível conter as lágrimas. Fiquei muito emocionada. O desencontro de pessoas queridas em consequência da guerra. O amor pela família, as lutas, os sofrimentos… Nossa, como isso me tocou! É uma obra MARAVILHOSA!
Escrever histórias, livros, muitos podem fazer isso, mas emocionar e fazer os leitores vivenciarem cada cena e cada um dos seus personagens a ponto de mexer com os sentimentos, isto é uma façanha para poucos e Marcos Bulzara pode se incluir nessa segunda opção.
Foi um dos melhores livros que eu li na minha vida!
REGIANE C. S.
(Skoob)


O Arquiteto do Esquecimento é uma história emocionante e visceral e consagra mais um nome de talento da nossa literatura nacional. É um livro que consegue cumprir sua missão e emocionar o leitor, o que para mim vale muito.
JAQUELINE SANT’ANA MARTINS DOS SANTOS
www.up-brasil.com


Posso dizer que é um livro completamente emocionante. A narrativa do autor é muito bem feita, o jeito como ele muda cada capítulo, cada local, cada situação e consegue retornar no mesmo ponto alguns capítulos depois é fantástico. O livro nos mostra como o amor à vida, à família consegue transpor barreiras inimagináveis.
KAMILA WOZNIAK
www.5das artes.com.br


Me surpreendi com o livro. História interessante, muito bem pensada, muito bem alinhavada e também muito sofrida. Meu Deus, que história sofrida!!
Espero ler outros livros dele porque se a genialidade continuar, ótimos livros virão!
KESSY COSTA
(Skoob)


O autor me lembrou muito os grandes Sidney Sheldon e John Grishan por sua maneira peculiar e arrasadora em descrever cada lugar, cada acontecimento a ponto de nos transmitir para dentro do enredo. Os personagens são todos bem escritos, bem explorados e em sua maioria apaixonantes.
O livro é maravilhoso e sem dúvidas ainda vai arrecadar vários elogios ao autor.
KATE WILLIANS
www.drunkculture.blogspot.com


Eu simplesmente adorei o livro. É excelente!
Recomendo a leitura a todos. É um dos poucos livros que tem alguma relação com II Guerra Mundial que eu me orgulho de ter lido e RELEREI se possível!
ANA CAROLINA NONATO
www.seismilenios.blogspot.com


Eu achei o livro extremamente interessante, e é sempre legal ler histórias de superações. É um livro emocionante, e várias vezes me senti a ponto de chorar. Bulzara descreve de forma extremamente detalhada cada personagem que passa na vida de Doran, e os cenários se criam vivos nas nossas mentes com suas palavras. Você acaba por navegar no mar de emoções que envolvem o personagem juntamente com ele. O desenrolar é fascinante e são tantas as guinadas que o livro dá que acaba por ser impossível desgrudar os olhos do livro (acreditem, aconteceu!).
MARIANA WEIAND
www.hangoverat16.blogspot.com


Tenho uma reclamação a fazer! Eu queria dormir, queria mesmo, mas o livro não deixava! Ele ficava me dizendo: Você vai sair no melhor da história??! Vem ver o que acontece agora… E eu ficava lá até 3h da manhã… e ia dormir me obrigando!! Foi assim toda minha leitura desse livro… Me prendeu mesmooooo!
A história é muito envolvente e fala de um pedaço do nosso passado que eu gostaria muito que não tivesse existido…As prisões, as torturas aos judeus, os campos de concentração…. Não consigo ler ou ver nada que envolva o tema e não me envolver…
LAIS DE ALENCAR
www.laisdoce.blogspot.com


Não quero falar sobre a trama, pois acho que isso tiraria a magnitude da história criada pelo autor, só quero dar meus parabéns a ele e dizer que eu amei a forma como ele narrou a vida do personagem, seus sofrimentos e dúvidas, adorei porque dava para ver em cada página do livro que o autor fez um estudo muito bem detalhado e cuidadoso para fazer esta trama e o resultado foi este livro maravilhoso e muito bem escrito, provando que o nível dos autores brasileiros só vem crescendo… É muito bom mesmo, leiam o livro, ainda mais quem gosta de ler livros com a temática da segunda guerra. Recomendo muitoo!!!
ISABELA CRISTINA CAVACANTE DE JESUS
www.bestff-magazine.blogspot.com


O livro é algo inexplicável! Um livro que toca profundamente a todos e com uma história mais que envolvente! Chega a perder a noção do tempo ao ler O Arquiteto do Esquecimento. Ai você acaba se perguntando: qual parte da sua vida você quer esquecer? Difícil resposta…
Recomendadíssimo!!!
PAOLA DA SILVA PATRICIO
(Skoob)


Sinceridade? AMEI! Assim, de paixão! Ô livro danado de bom, seu!
É uma viagem de navio por mares revoltos, um passeio de montanha-russa, um porre seguido de uma ressaca, algo que nos diverte e encanta, mas também nos deixa tontos e nos faz passar mal, deixa-nos felizes e nos enche de dor de cabeça, tantas são as reviravoltas que a estória apresenta no seu decorrer. Verdadeiro sobe-e-desce histórico de possibilidades e palpites que muitas vezes não se confirmam. Surpresas e mais surpresas… Chega a ser irritante, intoxicante. E quando se acha que finalmente se sabe o que vai acontecer em seguida… Ledo engano! Errados de novo! Marcos Bulzara usa de sua criatividade para nos ludibriar novamente com um texto correto e cortes desconcertantes, inesperados.
Um livro sensacional. Uma estória criativa, trágica, verossímil. Mesmo deixando a gente enjoado no meio de tanta reviravolta, O Arquiteto do Esquecimento é espetacular e merece nota máxima!
FABIAN BALBINOT
www.magicjebb.com.br


Eu sofri com o personagem a cada página.
Só faltou encontrar no livro um belo garoto de pijamas listrados que fora para a câmera de gás.
A estória fala de tudo. De superação até amor de familia.
Muito bom. Só me faltou palavras para pôr aqui e que, consequentemente, podiam caber sobre essa obra.
Super indico!
THAÍS LIRA
(Skoob)


Eu simplismente amei este livro! Fazia tempo que não lia um bom livro que me tocasse de uma forma que este me tocou. Não sei foi pelo fato de ter se passado em grande parte durante a 2°Guerra Mundial, que apesar de ser triste, é um assunto que eu gosto muito ou se foi pela vivacidade com a qual o autor escreveu. O livro é tão tocante, que tive a impressão de sentir as mesmas emoções que o Doran e em muitas partes chorei.
Dou nota 10 porque é a máxima, mas o livro merece mais!
STHAELLE ALBUQUERQUE
www.thataeoslivros.com


Sem dúvida uma das melhores obras da literatura nacional que já li.
Uma narrativa que vai da década de 30, no período anterior ao da Segunda Guerra Mundial, até o ano de 2038, mostrando detalhes da vida de pessoas que passaram pelos horrores dos campos de concentração nazistas e que mais tarde reaprenderam a viver.
O texto nos traz lições de vida e mostra o quanto somos pequenos diante de certos acontecimentos que surgem em nossas vidas e mudam o rumo de tudo. Pessoas próximas saem de nosso convívio para, talvez, nunca mais voltar. Mas elas estão com a gente o tempo todo, instintivamente nos guiando e mostrando que a vida é bem mais que uma simples brincadeira de criança, uma namoro de adolescência, um primeiro emprego, um diploma.
O personagem principal, Doran, é emblemático e carrega consigo uma emoção fortíssima, que transcende as páginas e toma conta do leitor. Vivemos com ele as angústias página por página.
Aquela faixa amarela lá no topo esquerdo superior da capa não é exagero: BEST SELLER.
MARCIO VINICIUS SCHEIBLER
(Skoob)


“Senhor Marcos Bulzara,
o senhor me deve um litro de soro fisiológico para que eu possa me recuperar da extrema desidratação que sofri de tanto chorar lendo esse livro.”
Sério mesmo, peeps! Chorei muito com esse livro, porque há muito tempo não lia nada que me tocasse tão profundamente como a história de Doran Visich. Mas não é aquele chorar triste, que te deixa pra baixo, pois quando a gente termina a história a gente chora por perceber o tamanho da lição de vida presente nessas páginas.
Recomendadíssimo!!!
JANAINA TRINDADE TAVARES
www.ninattavares.blogspot.com


O começo descrevendo a infância de Doran Visich em meio ao desabrochar da 2ª grande guerra e depois sua adolescência durante, na verdade, fornecem apenas um grande e muito bem elaborado, pano de fundo para a real trama que se desenrola.
Desde a passagem de Doran pela Áustria até o fim o leitor se pega em uma narrativa vertiginosa e qualquer possibilidade de largar o livro se desfaz.
Lembrou-me muito a narrativa de Dan Brown, aquela coisa que te segura e não te deixa nem sequer desviar o olhar do livro. No entanto, Marcos Bulzara foi além, pois sua capacidade descritiva é algo primoroso!
Senti-me dentro da história, ao lado de Doran e até o comevente fim tive vontade, por diversas vezes, de interagir com ele.
É, para mim, mais uma evidência de que a literatura nacional dá um banho nas modinhas YA caça níqueis de hoje em dia. Vai para os meus preferidos com todos os méritos.
FÁBIO GUOLO
www.dracosaga.com


Maravilhoso livro. Uma licao de vida
Eu tenho muita dificuldade em criticar um livro que gosto e este vai ser um deles.
Primeira coisa que me veio na cabeça ao terminar o livro “Ainda bem que o Doran viveu 113 anos, porque o tanto de coisa que ele viveu e sofreu, ele tinha que viver muitos anos para passar por tudo aquilo”.
O livro é rico, um quebra-cabeça que montamos no decorrer dos capítulos.
Mesmo tendo interrompido a leitura por mais de uma semana, não perdi em momento algum o interesse pelo livro, e sempre vinha, em minha cabeça, algumas passagens lidas.
Toda vez que eu lia algo como “… uma nova reviravolta transformaria sua vida…” meu coração gelava e eu pensava “Meu Deus, o que mais pode acontecer com Doran”.
Chorei muito, ri com Doran e Constantine e o livro foi um carrocel de emoções, uma lição de vida.
VIVIANE FERREIRA
www.filmeslivroseseries.com