É do estadista americano Benjamin Franklin a frase: “escreva algo que valha a pena ler ou faça algo sobre o qual valha a pena escrever”.
Talvez nem todos tenham a facilidade ou o dom (como queiram) para a produção literária. Mas todos, sem exceção, tem em mãos a capacidade de criar algo ou de fazer algo que influencie a vida de outros.
Penso que esta talvez seja a maior missão de cada um de nós: influenciar alguém, fazer a diferença na vida de uma pessoa (ao menos uma) a ponto dela declarar: não posso viver sem você!

Podem até não escrever livros sobre nós, mas, com certeza, seremos mais felizes…

Similar Posts

1 comments

Queridão, gostaria de te parabenizar pelo fantástico trabalho em “O Arquiteto do Esquecimento” !! Ganhei uma cópia de Natal, autografada por ti inclusive (uma honra!), na Nobel de Piracicaba.
Seu autógrafo diz: “Espero que se identifique com a história de Doran” e, sem dúvidas, me identifiquei muitíssimo com a história toda !!
Fazia muito tempo que eu não lia… Fazia muito tempo que eu não chorava ao ler um livro, se é que isso já houvesse acontecido antes… Chorei diversas vezes, e creio que isso exemplifique bem o quanto achei sua história tocante, verossímil e inesquecível !!
Meus sinceros parabéns e muito sucesso pra ti !!
Um grande abraço,
Rogério.

Leave a reply

required*